segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Óbito.

Desaprendi a escrever.

Agora é assim, folhas e folhas contendo meus escritos medíocres são constantemente amassadas e atiradas ao lixo.

Minha inspiração faleceu.

4 comentários:

Jairo Souza disse...

Catastrófico!
Tive esse fim tragico com minhas poesias tbm! não sei bem o q foi mas só sei q a fonte simplismente secou! Só tenho coisas antigas de poesia agora!

Jairo Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andre Martin disse...

Inspiração vem e vai. É assim mesmo!
Há que praticar, a despeito dela.
Não foi um grande cientista que disse que o sucesso se faz com 99% de trabalho e 1% de inspiração ou talento? OU seja, escreva, escreva e publique aqui, sempre.
Deixe que os outros julgem se é medíocre ou não. A gente costuma ser muito crítico e severo com a a gente mesmo. Aliás, medíocre quer dizer mediano, na média, e não essa conotação pejorativa de depreciativa que costumamos empregar.
Curioso... a inspiração é algo que costuma nos acompanhar quando estamos apaixonados...

«« ڱemöґïvö »» disse...

Faleceu nao... apenas entrou no clima e tirou ferias. ;D