sexta-feira, 16 de maio de 2008

Indecisão.

Nesse momento abro mão do meu livre arbítrio.
Estou doando-o a quem possa interessar.

Aliás, a quem possa interessar não. A quem possa decidir por mim o que me é mais vantajoso, o que me é mais benéfico.
Já que eu mesma, sozinha, não consigo descobrir...

12 comentários:

Xu disse...

Hum.. a quem possa interessar não? putz..
quase então ^^ huahua
infelismente linda, são essas decisões que nos ensinam a viver, são os que nos da forças para cada vez mais enfrentar desafios novos. ^^
Acho que para quem tem uma personalidade tão singular e tão forte como a tua, tem dentro de si uma força inexplorada.
Acho que não te conhece, pois isso é visível.
Tomara que tome a decisão certa, porque de qualquer forma, é tudo sobre a sua felicidade mesmo ^^
=**************
Amor maduro ;D

TOOP disse...

indecisão é sempre uma barra... ainda mais com coisas muito importantes.
Mas decidir sozinha sempre dá um impulso á mais no caminho.
;)

lucas disse...

Fada... tu tá vivendo um impasse mas relaxe pois cada escolha é uma renúncia e tu não irá querer viver a escolha dos outros!
ah, ou então joga no cara ou coroa!
=;P

«« ڱemöґïvö »» disse...

=/
Pensando...*
Bnéfico, é aquilo que no futuro não te atrapalhará e nem causará danos a você ou a quem esteja perto de ti.
Se resolveu não sei, mas pelo menos tentei..
beijo

ray

Cá disse...

já tentou par ou ímpar?
eu costumava jogar a sandália pra cima. se caisse de frente era sim. de cstas era não.
kkkk

é bom de ler seu blog.
(sim, pq esou doente e fiquei lendo alguns posts)

beijo

Claudinha disse...

É brabo mesmo... fazr escolhas é uma das partes mais difíceis da vida, né! Tenta escolher sem ter a responsabilidade de acertar... Toda escolha traz alguma perda mesmo... é fato! Bom resto d findi guria!!! Bj!!! \o/

v. disse...

não consigo pensar em palavras boas para comentar esse post, só consigo fixar o pensamento numa coisa, e enquanto você não chegar não conseguirei raciocinar lhufas :/

é o que eu te falo desde muito tempo, só quero você feliz.
e que seja eu o tal que a fará :]

Bruno disse...

Poxa, coloca um pensamento do grande Jung no blog e doa o próprio livre-arbítrio? Não faça isso, é capaz dele voltar do túmulo para te assombrar rs
A descoberta do uso do livre arbítrio é uma tarefa pra vida toda, keep walking.

lih disse...

a frase do jung que eu concordo é só a que tá ali do lado, bruno.
^^
hohoho.

Bruno disse...

You got a point ;)

Mr. Jairo Souza disse...

Nunca perca seu livre arbítrio!
As coisas podem estar difíceis de se decidir, mas como só temos um vida, e é tudo um ensaio, as escolhas erradas fazem parte dela, mas são as nossas escolhas, não deixe os outros escreverem a sua história!
XD

Segunda a Sexta disse...

Não tenha medo do ponto de interrogação. Acho que você é mais apta em transformá-lo numa exclamação do que eu mesmo sou.

Serve pra mim e serve para você tb: você tem todo direito de errar à vontade. Até seu último dia, se desejar. De propósito e sem querer.

Beijoca!