terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Quase Alcione

Sou doce, dengosa, polida
Fiel como um cão, capaz de dar minha vida
Mas, olha, não pisa na bola...
Se for assim, comigo não rola!

Minha lei você tem que saber:
Sou mulher de te deixar se você não me ouvir
E arranjar um novo amor só pra me distrair
Me balança, mas não me destrói
porque chumbo trocado não dói
E eu não como na mão de quem brinca com a minha emoção

Sou mulher capaz de tudo pra te ver feliz
Mas também sou capaz de cortar o mal pela raiz.


Uuuuui. Alcione, sempre Alcione.
Boa, Marrom.
Acho muito digno.

*Leves adaptações. Letra de Paulinho Rezende e Juninho Peralva.

2 comentários:

Lih disse...

*A loba - Alcione.

(:

Erika disse...

Alcione é ótEma....

=)