quinta-feira, 19 de julho de 2007

Superstição x Coincidência

A superstição pode ser definida como uma crença sobre a relação causal entre certas ações ou comportamentos e ocorrências posteriores.
No entanto, estive pensando... seriam apenas circunstâncias do acaso as convicções do supersticioso? Ou realmente existiria alguma relação de causa e efeito entre elas?
Após tais pensamentos, passei a alimentar dúvidas: por quê sempre brigo com determinadas pessoas nos mesmos dias de cada mês? Por quê sempre que coloco "aquela" peça de roupa, acontece algo desagradável? E por quê usar "aquela" cor me traz má sorte?
Será que estou pirando de vez?
Será que tenho encosto?
...
Por outro lado, minha sanidade mental me diz que nossas superstições podem decorrer apenas do poder de nossos pensamentos. Portanto, acreditar que determinada coisa irá te dar azar pode influenciar para que ela realmente dê. E este é um dos perigos de se tomar as superstições como verdades absolutas.
...
E aí? A superstição vem de uma coincidência de fatos ou uma coincidência de fatos vêm de uma superstição? Tostines vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais? Heim, heim?
Alguém arrisca?

3 comentários:

buno disse...

Nossa...
o que será isso né?
queria saber mais...
vc me ajuda?

será que estou louco da mesma maneira que vc escreveu ai?
=/

tomara que nao neh....
quero sua ajuda pra sair disso juntos!

beijos minha linda

Li disse...

Eu não acredito em superstição!!

Eu acho sim que a se a gente acreditar que quando sai com determinada blusa tudo vai dar errado, tudo dá errado, porque a gente já sai de casa com o espírito que vai dar tudo errado!!! Só isso!

Beeeijo!

Thiago disse...

Não acredito em coincidências. Em algum momento de sua vida vc vai perceber que tal acontecimento não foi por acaso. Claro que dizer que uma blusa, uma cor, ou algo assim possa trazer azar é ir um pouco longe demais. Já penseu que seu estado de espírito naquele dia possa ter te levado àquela escolha de cor ou roupa e, do mesmo jeito levou a algum acontecimento, seja ele bom ou ruim? Assim não seria a roupa a "culpada", mas a influência de sua mente. Nossa pensamento tem muito mais poder do que a nossa ciência é capaz de explicar até os dias de hoje.