domingo, 29 de julho de 2007

Programa de fim de semana

Fim de semana, friozinho, conseqüentemente nenhuma balada (tô ficando véia mesmo). Daí que às 2 e pouco da manhã Lih encontra-se em frente à sua TV assistindo ‘Altas Horas’, do tiozinho Serginho Groisman. Tiozinho porquê na minha época o programa dele era no SBT e se chamava ‘Programa Livre’... é, o tempo voa.
Pois bem, Lih está em frente à sua TV assistindo ao dito cujo, eis que surge das cinzas do além, nada mais nada menos que o cantor Netinho (aquele do ‘ô-mila-mil-e-uma-noites-de-amor-com-você’) com toda a sua banda. Nessa hora, inicia-se o diálogo. Lih começa a questionar Bruno, que a seu lado, também acompanha a singular aparição:

Lih: “Nossa! Esse cara ainda existe??”
Bruno: “Pois é. E já deve ter feito umas 5 plásticas. Olha como a cara dele tá esticada”.
Lih: “Mas eu nunca mais ouvi ninguém falando desse ser. Que será que ele vai cantar aí hoje?? Ah, já sei! Ele vai cantar ‘Ô Milaaa, mil e uma noites de amor com vocêêê...’

Essa última frase foi em tom de brincadeira. Tudo bem, eu realmente achava que o ser fosse cantar essa música, que atingiu o ápice de seu sucesso quando eu ainda desfrutava de meus belos 8 aninhos de idade, no meio da década de 90. Mas é óbvio que antes eu estava esperando o cara cantar uma música mais recente, algo que tivesse menos de 10 anos de existência. Para minha surpresa, Netinho começa a articular calorosamente para o público:

Vamo lá galera, quero ouvir todo mundo...Ô Milaaa... mil-e-uma-noites-de-amor-com-vocêêê...

PQP! O cara foi na TV, chamou aquele monte de músicos da banda dele, os coitados tiveram o maior trabalho, montaram os instrumentos, colocaram os banquinhos, tudo pra ele cantar isso?? It’s unbelievable!
Quando ele finalmente terminou sua canção no ‘eu-e-você-na-ilha-do-sol’, o Serginho disse: “Muito obrigado, Netinho. Valeu”. E simplesmente o cara ficou lá atrás com cara de bundão, olhando o Serginho entrevistar os convidados.

Tsc, tsc. Um mico desses com direito a cara de bundão e aquela roupa breguíssima (que incluía até um apito pendurado no pescoço) só pra aparecer na TV cantando uma música cafona que fez sucesso na década passada?

Óóóhhhhh Djesus, chibat me!!

7 comentários:

dea disse...

no meio da madrugada, eu saí do computador e fui dormir na cama do meu irmão. eis que ele me informa: o Netinho voltou. qual Netinho? o "ô mi-i-i-láááá...". ele não morreu? ai, credo, Andrea!

é, pois é. esse é o desespero batendo.

até mais ler.

Mila disse...

Hahhahahahahahahhahahahahahahaah!!!!!
Chibat me meeeeeeeeesmo!!!
Ninguém merece netinho. E ninguém merece ser musa inspiradora desta música!

Li disse...

Esse programa coleciona micos mesmo... Um pior que o outro!! Fazer os pobres músicos ficarem acordados pra tocar aquilo de novo?!

Beijo!

Lih disse...

ai, ké vê q num ta funfando esse contador?

AP disse...

Ahahaha! Não gostava dele antes, não gosto agora... Coitado.

Vem cá, ô menina... Se vc tá véia... Eu sou uma dinossaura, né não? rs

Segunda a Sexta disse...

O que é isso, os únicos que possuem alvará para cantar músicas bregas-sem-graça do passado são o Sidnei Magal (the king) e o Falcão (girassol king).

E tenho dito!

Angelina disse...

Geeente ainda bem que eu dormi cedo no sábado! kkkkkkkk seria uma decepção mesmo. E olha que geralmente eu assisto o altas horas, às vezes tem coisa boa por lá. mas essa foi foda mesmo.

de apito no pescoço e tudo, jura? Aaii ai... coitado.. dá até pena..